quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Oração da propina foi desmentida? Vídeos editados? Veja o que CF diz:
http://www.caiofabio.com/2009/conteudo.asp?codigo=05599

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

A Bíblia é inerrante, suficiente???


Eu não sei se você acredita na inerrância da Bíblia, mas o Ilmo. Obama não acredita,...

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

"pai nosso" do profeta da prosperidade

Pai nosso, que estais nos céus,
Comercializado seja o vosso Nome.

Venha a nós muito dinheiro.

Seja feita a nossa vontade:
Mansões na terra e um lar no céu.
O milhão nosso de cada dia, nos dai hoje.

Perdoai as nossas dívidas,

Assim como nós as cobramos dos nossos devedores.

Não nos deixeis cair em nossas armações,

Mas livrai-nos do fiscal.

Porque este reino, e este poder,
São a nossa glória para sempre.


AMÉM.

Autor: Levi B. Santos

Fonte:
GENIZAH

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Oração da propina

http://www.youtube.com/watch?v=xuaRqvzX5jY


A religiosidade fingida, falsa e corrupta que acabamos de ver no vídeo acima, não tem nada haver com a religião pura, santa e piedosa ensinada e outorgada por Cristo. Aos que se decepcionam com homens corruptos e falsos digo: Olhe para o Autor e consumador da fé, Jesus Cristo. Os falsos religiosos, certamente terão que prestar contas diante do Grande Tribunal de Deus, mas se você deixar de seguir a Cristo por causa deles também estará lá, sem desculpas, pois cada um prestará contas de si mesmo a Deus! Olhe o exemplo de Cristo! Os bons homens também devem ser imitados, porém, acima de tudo, imite a Cristo!!!

Igreja, você sabe o que é uma igreja?

video

TEMA: MARCAS DE UMA IGREJA FIEL

TEXTO: 1 CORÍNTIOS 1.1-9

William Hendriksen observa:

Dentre todas as epístolas de Paulo não há outra que cubra uma tão ampla variedade de assuntos e problemas, cobrindo temas que vão desde litígios, casamento e divorcio, alimentos oferecidos aos ídolos, remuneração de ministros , conduta apropriada nos cultos , celebração da Ceia do Senhor , o falar em línguas , fé na ressurreição até exercício da caridade cristã .

A igreja de Corinto era difícil. Tinha vários pontos negativos. Mas, porque uma apresentação tão bela? Por mais que tenha problemas ainda era igreja de Deus. Os problemas da igreja lembram a posição dela, e o que são diante da santidade de Deus.

A cidade de “Corinto” – sua posição geográfica levou-a a posição próspera comercialmente, população crescente, transporte terrestre.

Com o avanço da cidade entrou a perversidade, vida imoral... No alto, templo de Afrodite oferecia as “mil prostitutas” aos homens da cidade. Também o templo de Apolo = música, poesia e representava a perfeição da afeição dos rapazes e de alguma forma do homossexualismo. Pessoas do mundo inteiro vinham a Corinto, e o mundo estava entrando na igreja. O termo “corintianizar”=imoral. Se quisessem apelidar alguém de imoral, chamava-o de corintianizado.

QUANDO UMA IGREJA PODE SER FIEL? QUANDO:

I – RECONHECE A AUTORIDADE DE SEUS LÍDERES – v.1

apóstolo= aquele mensageiro que fala tudo o que Deus ordenou. Por que Paulo começa assim?

Calvino diz que o propósito em fazer isso era “empregar a autoridade de seu ofício. Essa autoridade não dependia do julgamento ou opinião dos homens, e sim, exclusivamente, da chamada divina”.

Paulo enfrentava pessoas que negavam seu apostolado. Vejam: 9.1-6; 16.10-12

Ex.: Moisés perguntou em que nome ele iria falar, e Deus respondeu: EU SOU O QUE SOU te enviou. Mesmo assim alguns foram contra ele – Nm 12.6-8.

É bem verdade que muitos líderes têm machucado a igreja de Deus, mas a igreja fiel precisa reconhecer a autoridade de seus líderes, quando estes são reconhecidamente chamados por Deus.

II – RECONHECE A SUA VERDADEIRA IDENTIDADE – v.2-3

Ela tem a identidade de:

1. Igreja de DeusEk (para fora) +klesia (chamados) = chamados para fora, ou seja, chamados para fora do mundo para dentro da congregação ou assembléia de justos, santos, redimidos pelo sangue de Jesus. A igreja foi tirada do mundo para Deus, portanto ela não pertence ao governo, não pertence ao mundo, não pertence a homens e sim a Deus;

2. santificados ... para serdes santos.” – porque Deus nos chama, nos salva? “para sermos santos”. “seu povo não deixa o mundo, mas demonstra ao mundo que foi santificado em Cristo” – Simon Kistemaker. Os crentes foram separados por Deus para viverem vidas santas;

3. Unidos“com todos” – gentios e judeus como iguais na igreja de Jesus Cristo e também os associa a todos os crentes universalmente. Reunimo-nos em oração;

4. Servostodos têm um só Senhor, ao qual devemos ser fieis;

5. Teocêntrica“da parte de Deus nosso Pai...”, Paulo sabia que tudo vinha de Deus. Tanto que citou 5x o termo Deus;

6. Cristocêntrica “e do Senhor Jesus Cristo”. Este termo Paulo citou nove (9) vezes, mais um “nele”. A igreja que reconhece sua identidade coloca Cristo no centro de tudo em sua vida. Você está colocando Cristo nos cânticos, conversas, nos estudos seculares, nas confraternizações, nos negócios, etc..., saiba que somente fazendo isto você alcançará a graça e a paz que vêm de Deus em Cristo. Lembrem-se vêm de Deus, e não do pastor, departamentos, irmãos...

III – RECONHECE AS RIQUEZAS ADVINDAS DA PALAVRA – 4-8

1. Gratidão – v.4 = você já agradeceu por sua igreja? Pelos irmãos em Cristo? Paulo sempre agradeceu pela igreja de Corinto, mesmo com tantos problemas;

2. ‘... em tudo fostes enriquecidos nele, em toda a palavra... QUE RIQUEZAS SÃO ESTAS?

3. Dons – v.7; você tem exercitado os dons que Cristo tem lhe dado? Ou os têm enterrado?

4. Paciência: “aguardando vós...” indicando intensidade e zelo;

5. Irrepreensão v.8 – em Cristo nos tornamos irrepreensíveis pela Sua Palavra (Jo 17.17);

6. Confirmação – quem nos confirmará até o fim? CRISTO.

IV – RECONHECE A FIDELIDADE DE DEUS –V.9

1. Fiel é Deus”, o termo “fiel” primeiro para enfatizar que Deus é que é fiel e não o homem. Nós só podemos ser fiéis porque Deus 1º foi fiel a nós – Sl 89.30-37;

2. Fiel é Deus para quê? Para “chamar”. E por que Deus se compromete a nos chamar? É por que Ele fez a promessa de nos chamar ainda nos tempos eternos 2Tm 1.9;

3. Ele nos chamou a quê? À comunhão. Comunhão de quem?

4. Filho; Jesus; Cristo; Senhor. Quatro termos distintos, mas interligados.

COCLUSÃO: Deus não julga a sua igreja pelo seu tamanho, festas, euforia, tamanho ou beleza do templo, riquezas, número de batismos ou qualquer coisa desse tipo e sim Ele quer que sejamos encontrados fiéis.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Quer ganhar ótimos livros evangélicos?

Alguns irmãos generosos estão sorteando livros em seus blogs. Acesse o link ao lado e participe de sorteios de livros de conceituadas editoras evangélicas, com temas mais que necessários à igreja brasileira. Participe!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

A VISÃO BÍBLICA PARA O CRESCIMENTO DA IGREJA

TEMA: A VISÃO BÍBLICA PARA CRESCIMENTO DA IGREJA

SUB - TEMA: PRESERVANDO A PALAVRA DA VIDA EM UM MUNDO CORROMPIDO

TEXTO: FILIPENSES 2.12-18

INTRODUÇÃO:

Em uma época de supostos avanços da humanidade contemporânea enxergamos os painéis da coerência dizer: “precisamos de pessoas que preservem a Palavra da Vida”. Isso se dá devido ao fato de cada vez mais a sociedade a qual vivemos, está se deteriorando em todos os seus ramos: no ramo da arte, da cultura, da filosofia, da ciência, da política e etc. Afinal, quem poderia atender a este clamoroso apelo? Não são as escolas, nem mesmo os seminários, nem outra instituição senão a IGREJA. Para que compreendamos bem, precisamos nos reportar aos tempos da cidade de Filipos.

A CIDADE DE FILIPOS

Filipe II, pai de Alexandre o Grande, subiu ao trono em 359 a.C. Ele determinou o exército “modernizado”; o muniu de lanças mais longas, cavalarias de choque, melhor organização;

Anexou-se a “Crenides” = “Pequenas Fontes”. Ele engrandeceu esta cidade, chamando-a “Filipos” em sua própria homenagem. Explorou muito ouro ali, cuja renda foi investida parte no exército, parte no suborno para o engrandecimento do seu reino.

“esse ouro de Crenides se espalhou pela Grécia, precedendo as falanges como uma guarda avançada, e abrindo mais portões que os aríetes e as catapultas” (Heuzey).

Dois séculos depois de sua fundação, Roma a conquistou. Depois da morte de César, houve muitas batalhas, entre elas a de Otaviano contra Antônio, o qual se tornou amante de Cleópatra, que já tinha sido amante de Júlio César. Antonio e Cleópatra se suicidaram. Com isso, Otaviano torna-se o único cabeça de Roma e muda seu nome para César Augusto (Soberano e majestoso).

Filipos era colônia de Roma, era como a capital do império romano em pequena escala, por isso a maioria dos habitantes era romana. De certa forma eram um tanto orgulhosos de sua cidadania, pois tinham certos privilégios tais como a isenção de impostos, de açoites, de prisão, e o direito de apelar ao Imperador, enfim eram influenciados pela cultura, arte, língua, economia, finanças, política e etc.

A cidade era governada por “dois comandantes civis” ou magistrados os chamados pretores.

Estaremos preservando a Palavra da vida quando mantivermos:

  1. UMA PERSPECTIVA CORRETA DA SALVAÇÃO – v.12-13

Um ponto de vista correto da salvação nos promove:

1. Amor Fraternal: “Assim, pois, amados meus”.

2. Obediência Incondicional:

a. Na Presença:

b. Na Ausência:

3. Santificação Esforçada: “desenvolvei a vossa salvação”

a. Em temor;

b. Em tremor;

De onde vem o poder e a capacidade de santificar-se? Certamente recorrendo ao Autor e Consumador da salvação.

4. O Agente da Salvação: DEUS. Ele é quem efetua:

a. O Querer:

b. O Realizar:

c. Exemplos: Lídia, Escrava, Carcereiro;

5. A Causa E O Motivo Da Salvação: “segundo a sua boa vontade”.

Exemplos:

Estaremos preservando a Palavra da vida quando mantivermos:

  1. UMA CARACTERÍSTICA RESPLANDECENTE NA SOCIEDADE – v.14-15

A igreja manifesta uma característica resplandecente na sociedade a qual ela está inserida quando ela:

1. Assume uma atitude abrangente: “Fazei tudo...”

a. Sem queixas: “sem murmurações”;

b. Sem discussões: “nem contendas”;

Ex.: Êx 15.24; 16.7-9; 1Co 10.10

Paulo exorta os Filipenses a viverem em unidade. Todos deveriam fazer tudo para manter a união na igreja – 1.27; 2.1-11; 4.2-7.

2. Assume propósitos radicais: “para que vos torneis” - Dt 32.5

a. Propósito moral:

Ø Irrepreensíveis: irrepreensíveis no julgamento de outros; não serão corrigidos pelos outros;

Ø Sinceros: lit.: “sem mistura”. “sin cera”; incorruptível;

b. Propósito familiar: “filhos de Deus inculpáveis”

3. Assume uma identidade singular: “... na qual resplandeceis como luzeiros no mundo”.

a. O que Somos: “luzeiros no mundo” – Mt 5.15-16; somente os líderes judaicos eram chamados de “luz do mundo”, mas Jesus chama assim aqueles que são meros pescadores, publicanos, etc...

b. O que fazemos: “resplandeceis”, é natureza da igreja, ser como estrelas que brilham no meio do universo escuro; a forma ideal da igreja resplandecer é viver de forma santa e proclamar, pregar o evangelho fielmente;

c. Onde: “no meio de uma geração pervertida e corrupta”

Ø no meio de uma geração”: a igreja de Cristo está inserida no mundo: você já se perguntou por que você estuda naquela escola? Trabalho neste emprego? Mora neste bairro?

Ø pervertida”:

Ø corrupta

Se até aqui discutimos o que causa a preservação da palavra da vida, agora veremos os seus efeitos:

O efeito de preservarmos a Palavra da vida é...

  1. UMA EXPECTATIVA DE CUMPRIMENTO NO FUTUROv.16

O preservar da palavra tanto é gerado quanto gera uma esperança de sentimento de dever cumprido no Dia de Cristo, no julgamento final.

1. Uma alusão escatológica – “no Dia de Cristo”:

2. Uma ilustração esportista – “me glorie de que não corri em vão”;

3. Uma elucidação trabalhista – “nem me esforcei inutilmente”, “esforçar” = labutar, trabalho exaustivo, árduo.

Aplicação: a igreja deve causar uma boa e correta expectativa em seus líderes...

Outro efeito de preservarmos a Palavra da vida é...

  1. UMA SIGNIFICATIVA ALEGRIA MÚTUA – v.17-18

1. A alegria incondicional: mesmo havendo possibilidade de Paulo ser oferecido como mártir, ele se alegrava;

2. A alegria sacrificial: “oferecido por libação sobre o sacrifício” (Rm 15.16)

3. A alegria serviçal: “e serviço da vossa fé”; os Filipenses tinham uma fé com obras, eles ofertavam a Paulo;

4. A alegria congregacional: “com todos vós”, “vós também... alegrai-vos e congratulai-vos comigo”. Paulo ordena que os Filipenses se alegrem juntamente com ele; toda a congregação deve se regozijar junta, unida.

CONCLUSÃO:

Temos a difícil missão de preservar a Palavra da vida. A Palavra da vida é o evangelho de Jesus Cristo, o qual é citado nove vezes nesta epístola, que por sinal, proporcionalmente é mais mencionado aqui do que em qualquer das outras cartas paulinas. Este evangelho tem sido barateado, desvalorizado, desqualificado. CANTAR HINO:398 DO C.C. E CONTAR SUA HISTÓRIA

TEMA: O MÉTODO DIVINO PARA O CRESCIMENTO

TEXTO: ATOS 17.2-3

INTRODUÇÃO: [Citações de autores variados]:

O fato é que muitos gostariam de unir igreja e palco, baralho e oração, danças e ordenanças. Se nos encontramos incapazes de frear essa enxurrada, podemos, ao menos, prevenir os homens quanto à sua existência e suplicar que fujam dela. Quando a antiga fé desaparece e o entusiasmo pelo evangelho é extinto, não é surpresa que as pessoas busquem outras coisas que lhes tragam satisfação. Na falta de pão, se alimentam com cinzas; rejeitando o caminho do Senhor, seguem avidamente pelo caminho da tolice". (Charles Haddon Spurgeon)

Enquanto Charles Spurgeon batalhava na Controvérsia do Declínio, uma tendência mundial começava a emergir, a qual estabeleceria o curso dos afazeres humanos em todo o século XX. Era o surgimento do entretenimento como o centro da vida familiar e cultural. Essa mesma tendência viu o declínio do que Neil Postman chamou de “A Era da Exposição”, cuja característica era uma ponderada troca de idéias, de forma escrita e verbal (pregação, debates, preleções). Isso contribuiu para o surgimento da “Era do Show Business’” – na qual a diversão e o entretenimento se tornaram os aspectos mais importantes e que mais consumiriam o tempo de conversa das pessoas. Dramatização, filmes e, finalmente, a televisão colocou o “Show Business” no centro de nossas vidas – em última análise, bem no centro de nossa sala de estar. (John MacArthur Jr.).

“Naquele grande dia, quando for lida a lista de chamada, todos os convertidos por meio de fina música, de decoração dos templos e de exibições e entretenimentos, somarão uma décima parte de nada; mas sempre agradará a Deus salvar os que crêem mediante a loucura da pregação. Apeguem-se à pregação... em primeiro lugar, preguem; em segundo lugar, preguem; em terceiro lugar, preguem!” (Spurgeon). Este é o método usado para preservar a palavra da vida!

I. O CONTEXTO EM QUE A PALAVRA DE DEUS DEVE SER PRESERVADA.

1. CONTEXTO LONGÍNQUO:

· Como as pessoas viviam naquela época? At 16; Fp 1;

· Qual a situação espiritual e moral delas? 2Tm 3;

2. CONTEXTO ADJACENTE:

· Como a sociedade vive hoje?

· Qual a situação moral e espiritual hoje?

3. CONTEXTO PESSOAL:

· Como você vive na sociedade hoje?

· Qual é a sua situação moral e espiritual hoje?

II. EXEMPLOS PODEROSOS ONDE A PALAVRA DE DEUS FOI PRESERVADA.

Desde o início de tudo há exemplos de pessoas que preservaram e também de outros que não preservaram a palavra da vida. O motivo pelo qual o pecado foi enraizado em nós é que Adão não cumpriu, não preservou a palavra da vida. No entanto, queremos dá alguns exemplos positivos:

1. NO ANTIGO TESTAMENTO:

· ENOQUE – Gn 5.18-24; Jd 14-15. Ele preservava a palavra da vida mesmo em meio a dificuldades (cf. cap. 3, 4 e 6; ele teve filhos e... filhas). Nem mesmo seus filhos creram e se arrependeram pela sua mensagem. Ele foi contemporâneo de Adão (que não andou com Deus no Éden), mas andou com Deus fora do Éden!

· JEREMIAS –

Jeremias pregou durante quarenta anos sem ver qualquer resultado significativo. Pelo contrário, seus conterrâneos ameaçaram matá-lo, se não parasse de profetizar (Jr 11.19-23); sua própria família e amigos conspiraram contra ele (12.6); por não ser permitido casar-se, teve de sofrer uma solidão agonizante (16.2); houve conspirações secretas para matá-lo (18.20-23); foi ferido e colocado no tronco (20.1,2); foi espionado por amigos que buscavam vingança (v. 10); foi consumido por desgosto e vergonha, chegando a amaldiçoar o dia em que nasceu (v. 14-18); e por fim foi injuriado e considerado um traidor de sua própria nação (37.13,14). Ele foi açoitado e atirado em um calabouço, passando ali muitos dias sem comer (v. 15-21). Se um etíope não tivesse intercedido em seu favor, Jeremias teria morrido ali. Por fim, a tradição ensina que ele foi exilado para o Egito, onde foi apedrejado e morto por seu próprio povo. Jeremias não teve convertidos a apresentar como fruto de uma vida toda de ministério.

2. NO NOVO TESTAMENTO:

Quem é o maior de todos os pregadores? (...Jesus), as pessoas têm uma tendência de achar que os grandes pregadores são aqueles que pregam para grandes multidões, mas Jesus gostava mais de pregar nas sinagogas.

· JESUS – Mc 1.38; Jo 6 (multiplicação dos Pães);

· APÓSTOLOS – At 6

· DIÁCONOS – At 8.5

· IGREJA – At 8.4

Nunca tragam uma tentação ao seu pastor, dizendo: “Não precisa de pregação!”. Pois Salomão em Provérbios 29.18 diz:

“Não havendo profecias, o povo se corrompe; mas o que guarda a lei, esse é feliz”.

Paulo exorta os tessalonicenses: “Não desprezeis as profecias” (pregações) - 1Ts 5.20.

III. O MÉTODO EFICAZ DE PRESERVAR A PALAVRA DA VIDA.

Paulo haveria de ensinar ao jovem Timóteo o que deveria fazer em um ambiente pecaminoso e herético (contrastar 2 Timóteo capítulo 3 com capítulo 4.

Atos 17.2-3 mostram como o apóstolo fazia costumeiramente as suas pregações, e ensina a igreja contemporânea a usar do mesmo método bíblico:

O método eficaz para preservar a palavra da vida é:

1. “ARRAZOAR” - Arrazoar significa discutir, debater, argumentar com o objetivo de convencer. Paulo fazia isso entre os judeus e gentios e governadores (cf. At 17.17; 18.4,19; 19.8; 20.9).

2. “EXPOR” - Expor significa abrir alguma coisa. É a mesma palavra que Lucas usa para dizer que o Senhor abriu o entendimento de Lídia para compreender o que Paulo estava falando (At 16.14). Expor as Escrituras significa expor a sua mensagem, revelar o seu conteúdo.

3. “DEMONSTRAR” - significa, entre outras coisas, colocar ao lado. É usado para alimentação (Lc 11.6) e no sentido de fornecer evidências, provar alguma coisa, talvez por comparação, colocando uma coisa ao lado de outra. Era isto o que Paulo fazia: "Aqui estão as promessas das Escrituras, que vocês conhecem bem, e aqui está Jesus de Nazaré. Comparem as duas coisas!" Assim ele demonstrava que Jesus era o Cristo. (Nicodemus)

CONCLUSÃO: a IGREJA precisa pregar a Palavra de DEUS... Atendamos ao que diz o apóstolo Paulo: Fp 3.2 e contraste com Fp 1.15-18

Proclamar e expor a Palavra, visando o amadurecimento e a santidade dos crentes deveria ser âmago do ministério de toda igreja. Se o mundo olha para a igreja e vê ali um centro de entretenimento, estamos transmitindo a mensagem errada. Se os cristãos enxergam a igreja como um salão de diversões, a igreja morrerá. Uma senhora, inconformada com sua igreja, que tinha abraçado todas essas excentricidades modernas, queixou-se recentemente: “Quando é que a igreja vai parar de tentar entreter os bodes e voltar a alimentar as ovelhas?” MacArthur